Ao longo da costa vicentina

Por Inntravel

Costa selvagem e bem preservada
• Paisagens soberbas
• Hospitalidade genuína
• Gastronomia de qualidade
• Pores-do-sol sobre o Atlântico
• Excelente custo-benefício

Região

Almograve

Odeceixe

Porto Covo

Vila Nova de Milfontes

Zambujeira do Mar

Línguas

Inglês

Duração

5-7 dias

Preço

960€

Inclui

Alojamento

Transporte

Dimensão do grupo

Min. 1 pax máx. 8 pax

Pet friendly

Sim

Bike friendly

Sim


Esta é uma caminhada acessível e no entanto espectacular, ao longo de uma costa verdadeiramente selvagem e bem preservada que enaltece a beleza da região Sudoeste de Portugal. O percurso segue ao longo daquelas que serão as etapas mais interessantes da Rota Vicentina, no maior Parque Natural costeiro da Europa.

Vai passar por praias desertas, dunas de areia branca e falésias imponentes, com o mar revolto a quebrar-se feroz contra os rochedos. Ao longo de todo o ano, as temperaturas agradáveis e a abundância de dias de sol, acrescentam ainda maior beleza às cores vivas da paisagem, num mosaico de falésias, campos agrícolas, portinhos de pesca e vilas tradicionais Alentejanas.

Por estes lados a vida corre devagar e vai encontrar turismos rurais com carácter e uma atmosfera acolhedora, escondidos em tranquilas aldeias piscatórias, geridos por proprietários comprometidos em receber bem e em partilhar o seu conhecimento e paixão pela região.

A natureza é fulgurante por aqui, tirando partido de um clima moderado. Na Primavera as flores selvagens embelezam a paisagem, os bosques ecoam o canto da pega-azul e um olhar atento pode descobrir um sacarrabos que passa de fugida, enquanto a jóia da coroa – a cegonha branca – vinca o carácter singular desta costa, nidificando nas falésias, uma situação única no mundo!

Descrição

Dia 1: Chegada

O programa tem início perto da Praia de Odeceixe. Independentemente do horário de chegada, vai ter tempo mais do que suficiente para relaxar na piscina e aproveitar o jantar.

Alojamento: Casa Vicentina


Dia 2: Odeceixe » Brejão, 15km, 5h

No dia seguinte, após um pequeno-almoço sem pressa, haverá transfere até à vila de Odeceixe para que se inicie a primeira caminhada, numa excelente introdução para a paisagem que o espera no decorrer da semana. O percurso segue ao longo da ribeira de Seixe até à Praia de Odeceixe, seguindo a costa para norte a partir deste ponto. O trilho está bem marcado e segue junto às falésias, passando por pequenas aldeias piscatórias, com múltiplas oportunidades de observar as cegonhas que nidificam na ponta dos rochedos, sobretudo durante a época de acasalamento. Na Azenha do Mar é possível deliciar-se com a magnífica cozinha regional e daí deverá continuar até à Praia da Amália, onde o percurso segue pelo interior, por pouco tempo, até chegar à aldeia do Brejão.

Alojamento: Cerca do Sul


Dia 3: Brejão » Touril, 15 km, 5:30h

O dia começa regressando à costa, no ponto exacto onde a deixou, voltando a caminhar para norte. Vai passar junto a campos agrícolas e bosques com sombra, encontrando praias abrigadas pelas falésias e paisagens de cortar a respiração. Ao chegar à Zambujeira do Mar estará com certeza pronto para uma pausa para o almoço, caso não tenha optado por um delicioso piquenique junto ao mar. Daqui até ao Touril já falta pouco, onde deverá chegar com tempo para aproveitar a piscina antes do jantar ser servido.

Alojamento: Herdade do Touril


Dia 4: Touril » Longueira, 18-21 km, 5:30-6:30h

A primeira parte da caminhada deste dia segue até ao Farol do Cabo Sardão e é famosa pelos ninhos de cegonha suspensos sobre os rochedos de altas falésias. Elas agora vivem por cá o ano inteiro, tendo certamente decidido que não valeria a pena migrar, tal é a beleza da paisagem! Do cabo, vai atravessar a localidade do Cavaleiro, antes de penetrar no vasto território de dunas que o conduzirá à bonita praia do Almograve. A estadia é apenas a 1.5 km da aldeia, na pequena localidade da Longueira.

Alojamento: Monte Novo da Longueira


Dia 5: Longueira » Vila Nova de Milfontes, 15-18km, 4:30-5:30h

A próxima etapa desta viagem é entre campos agrícolas, até se cruzar com o caminho costeiro que lhe devolverá a beleza do oceano – com um desvio obrigatório até à Praia do Brejo Largo, uma praia de areal extenso e falésias baixas que tem que conhecer. Ao chegar à foz do rio Mira, poderá apanhar um barco para chegar a Vila Nova de Milfontes (dependendo da altura do ano), do outro lado do rio. É uma vila bonita, com um centro histórico com carácter e alguma animação.

Alojamento: Casa do Adro da Igreja


Dia 6: Vila Nova de Milfontes » Porto Covo, 15km, 4:30h

A caminhada final é absolutamente gloriosa. Uma porção do Trilho dos Pescadores ao longo de falésias altas e dunas até à grandiosa Praia do Malhão. A partir deste ponto volta a seguir uma vez mais rumo ao interior por uma pista de terra batida, por entre o aroma dos eucaliptos até chegar às Três Marias, onde irá passar as duas noites que se seguem.

Alojamento: Três Marias


Dia 7: Em redor de Porto Covo, 10.5-18km, 3:30-5:30h

No último dia poderá simplesmente relaxar, mas recomendamos escolher entre duas caminhadas que lhe propomos. Uma delas segue rumo ao interior, para que possa explorar a serra, seguindo por caminhos ladeados de esteva e montado de sobro. A outra sugestão começa com um transfere de táxi até à pitoresca aldeia piscatória de Porto Covo a tempo de almoçar. Da parte da tarde pode seguir para sul, pelo Trilho dos Pescadores, sempre com vista sobre a emblemática Ilha do Pessegueiro. Vai encontrar um restaurante onde pode comer alguns petiscos locais com sabor a mar e beber um branco fresco, quem sabe, antes de regressar à tranquilidade das Três Marias para a última noite na sublime costa Alentejana.

Alojamento: Três Marias


Consulte a agenda ou contacte-nos para outras datas.

    Ver também

    Cycling na Rota Vicentina

    2 Noites com Sabores Locais

    Ver, ouvir, saborear e cheirar um outro sul

    Amor e Ar Livre

    Rota da Lã

    Kassim ~ Touro Azul